20 de dezembro de 2011

Aniversário de morte do astrônomo Carl Sagan

Hoje é aniversário de morte de uma das pessoas mais espetaculares que já viveu na Terra: O Astrônomo Carl Sagan. Divulgou e defendeu a boa ciência, combateu a superstição e o fundamentalismo, nos mostrou que é possível construir um mundo melhor utilizando a ciência e o ceticismo, sem necessidade de crenças e ilusões.

Seu otimismo perante o mundo, seu humanismo, serviu de motivação para muitas pessoas. Carl Sagan sempre foi e sempre será um exemplo a ser seguido, muitos cientistas, amantes da ciência, do método assim como eu, tem Carl Cagan como referência de trabalho e vida.
Carl Sagan morreu em 20 de Dezembro de 1996 aos 62, ele voltou a sua origem, a nossa origem: Poeira das estrelas.

imagem da internet

O programa Fronteiras da Ciência da UFGRS, fez um podcast sobre a vida de Carl Sagan, uma biografia muito bem elaborada pelos professores da instituição.

9 de outubro de 2011

A medida de todas as coisas

Eu sempre acesso sites de universidades brasileiras, a quantidade de material disponível é excelente. Na maioria das vezes o conteúdo que eu consigo nas páginas das disciplinas me ajuda MUITO no meu próprio estudo na faculdade.
Em uma dessas garimpadas em portais de universidade, me deparei com esse ouro da UNICAMP.

A UNICAMP iniciou um projeto chamado Aulas Magistrais, um incrível acervo de aulas gravadas na instituição,  que tem por objetivo, divulgar aulas ministradas por docentes da Unicamp, sendo disponível para o conhecimento de todos.

Uma dessas aulas, foi a do professor Alberto Saa, do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (Imecc) da Unicamp. Ele abordou como funciona e o entendimento da medição das coisas pela ciência, as diferentes escalas de tamanho e sua perspectivas na visão humana. Fez uma fantástica passagem desde Eratóstenes, grego que mediu de uma forma espetacular o raio da Terra, falou também da radiação de fundo e muito mais,  mostrando as diferentes escalas de percepção cosmológicas e subnucleares.

29 de janeiro de 2011

Desafio 10:23

Uma coisa que me perturba bastante é saber que em pleno século XXI a era da conquista do espaço e do avanço tecnológico ainda existe pessoas dando credibilidade a burrices pseudo cientificas. Vamos descrever isso apenas como “Pseudociência”.

É um tanto estranho ter avanços significativos dentro de uma sociedade que nem ao menos sabe separar informação útil de uma inútil. Porem existe meia dúzia de gente com boa vontade por aí que contribui para o progresso científico.

Não apenas contribuir, mas também mostrar a população que certas coisas não são reais.

Como por exemplo: Homeopatia.

Eis que surge  “Desafio 10:23. Homeopatia – é feita de nada."






Uma campanha organizada pela Sociedade de Céticos de Merseyside.

Grupos de 10 países e 23 cidades diferentes, se reunirão para tomar uma Overdose de remédios Homeopáticos e mostrar novamente que Homeopatia – é feita de nada.


Dia  5-6 de fevereiro de 2011

Para saber mais, veja: 




26 de junho de 2010

Isso não é Ciência.


Sobre a Conscienciologia e a Projeciologia



No texto que segue, vou descrever de uma maneira informal a palestra no qual participei na faculdade UEMS, logo depois, argumentarei por que Conscienciologia e Projeciologia são pseudociências.



No dia 19 de junho fui motivado a ir numa palestra na faculdade UEMS em Maracaju. Tinha visto um panfleto sobre uma palestra que iria apresentar os temas "Conscienciologia e Projeciologia", dei mais uma olhada e percebi escrito "ciência aplicada à evolução pessoal.", a minha motivação veio logo quando li "ciência". Então preparei uma caneta, caderno e bom-senso e me dirigi ao local do evento no horário combinado, afinal, não é sempre que temos oportunidades de prestigiar algo cientifico na cidade.

Chegando ao local, pediram meu RG e nome completo, deram-me um monte de panfleto publicitário sobre o tema e informaram a sala que iria ser realizada a palestra. Entrando na sala observei duas mulheres com jaleco branco, crachá e uma ótima aparência, a primeira impressão que se tem é que você vai assistir uma palestra de especialistas.

Tudo pronto para começar, as senhoras se apresentaram uma era jornalista e professora voluntaria do "IIPC" (Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia) chamada Rosane, a outra, era professora de "Bioenergia" Nara Pedroso. Já na introdução do tema, a professora Rosana escreveu no quadro varias palavras, no qual abordava:

• Vida após a morte

• Consciência (alma)

• Energia Eternidade 

• Matéria



Logo perguntei se tudo que ela tinha descrito era semelhante à doutrina espírita de Allan Kardec só que com os nomes trocados, como "consciência" no lugar de "alma". Ela respondeu que sim, porém o conceito não partia diretamente da época de Kardec, e sim que eram mais antigos, retornando há milênios atrás. E continuo falando sobre a instituição (IIPC).

Em um momento, ela disse que a “Conscienciologia e Projeciologia não era uma doutrina, não se envolvia nas questões religiosas, e sim, que eram ciências, no qual eram aceitas por uma vasta comunidade de "pesquisadores" e comprovados com inúmeros "experimentos" ”. Então perguntei, que se aquilo era uma ciência, ela devia ter passado pelo método científico para comprovar "os fenômenos". A professora argumentou que as "ciências" citadas eram sim testadas com métodos científicos "particulares".

Logo a questionei que toda a comunidade científica no planeta usa o mesmo método cientifico para verificar seus dados, e ela disse que a ciência convencional não conseguiria provar os experimentos da Projeciologia; a quetionei que aquilo não é ciência! Neste momento a professora não gostou muito do questionamento, falou que a Conscienciologia e a Projeciologia já foram provadas e que existiam "n" experiências. Eu, é claro, continuei contestando.

Naquele momento ela se direcionou incomodada, disse que o papel na Instituição (IIPC) não era provar nada pra ninguém! Acreditava quem queria, falou, usando como argumento o slogan da "organização sem fins lucrativos" IIPC: "Não acredite em nada. Experimente". Em seguida uma pessoa da platéia falou que eu estava lá só para tumultuar. Então fiquei quieto, e decidi continuar só ouvindo. (já que o nível intelectual dos presentes no local não era favorável para entender os argumentos usados.)

Rosane prosseguiu com suas explicações, sem deixar de mencionar que era tudo uma "Ciência", "provada" e "pesquisada” ( Argumentum ad Nauseam). Seguiu explicando que o nosso "corpo físico" era apenas um "veiculo" e que serviria só para isso. Segui perguntando, que se o corpo só serviria pra essa função qual seria então o papel de bilhões de anos de evolução e seleção natural? Ela fez uma pausa, tentando absorver a pergunta (será que pelos chacras?) e respondeu que estamos sempre em continua evolução com nossa consciência porém, havia seres que não evoluíam. Logo disse: "cite um.”, ficou pálida e disse " o homem huummm, a consciência!”. Bom, percebi que tudo aquilo que ouvi e que iria continuar ouvindo não passava de pseudociência.

Deixei seguir, sem questionar, até começar o outro assunto: "BIOENERGIA". Esse assunto é especialidade da professora Nara Pedroso que começa a dissertar sobre a "energia vital" que nós temos.

Da mesma forma do tema anterior, falou sobre:

• Eternidade

• Consciência

• Energia

• Dimensão

• Chacras



Mostrou que nossos corpos têm vários pontos de conexão (chacras) pelos quais flui a energia de um corpo a outro. Não contente com "teoria", a profª Nara resolveu nos ensinar certas "experiências" no qual sentiríamos a energia. Fomos então convidados a fechar os olhos, controlar a respiração, manter a mesma posição especifica (que ela descreveu como seria) durante 20 minutos. Teríamos que fazer três experimentos deste mesmo tipo.

Conclusão: depois de você ficar todo esse tempo parado, em silêncio, seu corpo em determinada posição, começa ocorrer o que chamamos de formigamento. E para eles, essa sensação é "prova" de tal bioenergia que nós temos. Outro fator, quando se faz isso, contando todos os aspectos psicológicos de cada individuo na platéia (considerando que todos ali presentes realmente acreditam que estão passando por um processo sobrenatural e estão ansiosos para tal acontecimento) fica fácil entender, como é simples manipular a opinião de alguém, se disserem que o vento que passou na mão é a "energia fluindo" todos iriam concordar e relatar que a experiência era verdadeira. Teve até uma garota (que estava sentando do meu lado esquerdo) que no momento de abrir os olhos disse que não conseguia sair daquele estado, para os presentes naquela sala, aquilo era sim uma prova definitiva da relação dos chacras e as energias vitais. Depois de mais um monte de conversa, e conceitos surrealistas, que envolviam: dimensão, espírito, energia, matéria E=MC², etc. a palestra por fim tinha acabado. Levantei-me e fui embora.



Agora vamos aos fatos



• Em nenhum momento das duas horas e trinta minutos aproximadamente que foi o tempo da palestra, o pessoal da IIPC mostrou alguma evidência da veracidade do "estudo" que faziam, também não citou o nome de nenhum pesquisador, grupo ou cientista que verificaram e comprovaram os experimentos. A única e exclusiva citação de fonte é claro, sem duvida nenhuma: Waldo Vieira. 

• Não deixaram claro o método de pesquisa, a clareza e utilidade deste assunto. (a resposta era sempre a mesma "autoconhecimento").

• Não entendiam nada de física, lógica, química e matemática, contudo, queriam deixar aparente que eram cientistas que conheciam os métodos científicos, física quântica e a física de partículas(que com toda certeza, nem ao menos sabem quem foi Heisenberg). 

• Todas as sensações fisiológicas sentidas durante as "experiências" são facilmente explicadas e ocorrem naturalmente a todo o momento com qualquer forma de vida neste planeta. Descartando assim a idéia de que era algo sobrenatural e causado pelos chacras. (navalha de Occam).

• Que tipo de "ciência" é esta que se recusa a provar, ou seja, mostrar as evidências, e ainda, contraria que o ônus da prova cabe a quem afirma. 

• Qualquer tipo de lacuna no conhecimento era diretamente prova. Até Deja-vú. 



Neste vídeo abaixo, entende um pouco do que foi tratado na palestra, sobre a bioenergia:


Profª Nara Pedroso Link: http://www.youtube.com/watch?v=c-tbGZgVQF0  (youtube)

Como isso pode ser fruto de uma pesquisa cientifica séria?



Uma coisa interessante que notei, é o gosto do pessoal do IIPC de usar termos complexos, preparei a lista:

• Projeciologia

• bilocação

• clarividência

• telepatia

• holossoma

• Soma

• Energossoma

• Psicossoma

• Mentalsoma

• conscin

• consciex

• projetor multiexistencial

• seriéxis

• pensene

• autoprofilaxia

• pensênica

• Bioenergética

• Multidimensionalidade

• Serialidade

• Clarividência

• Clarividência viajora

• Precognição

• Retrocognição

• Psicografia

• Autobilocação

• Psicometria

• Catalepsia projetiva

• Cosmoconsciência

• Universalismo

• Auto-experimentação



Enfim, uma lista de nomes difíceis de entender, e quando falados, causa impressão de ser um assunto sério e verdadeiro. (Junte esses termos todos, vista um jaleco branco e coloque um crachá, pronto! Para o resto mundo você é um profissional).



Estou com um livro aqui chamado ”Saúde Integral – Os chacras e a Bioenergia”. Vou citar aqui uma pergunta que tem no livro e logo sua resposta.



“Uma amiga do meu filho, ao voltar da praia, onde fez topless, voltou com dor de cabeça. Disseram-me que seria por captação de energias vitais, concorda com isto?” (Calma, a resposta é melhor que isso). 

R:“Explicando: a garota, sem a parte superior do biquíni, ficou durante horas recebendo a carga energética dos rapazes sobre seu chacra genésico. As energias ascendiam pelos nádis(canais de energia entre os chacras), isto porque ela não sintonizava com as energias agressivas dos rapazes. Esta energia doada por eles ascendia ou subia até o chacra coronário(no topo da cabeça) para ser transformada ou sublimada. O acumulo desta energia (horas) gerou dor de cabeça (...) . ”

Totalmente cientifico, não? Conscienciologia é tão cientifico quando “The Secret” de Rhonda Byrne: “A lei da atração é a lei da natureza. Ela é tão imparcial quanto à lei da Gravidade.” 



Espero que a minha opinião tenha algum valor, para aqueles que estão curiosos em saber sobre o assunto. Procurei na internet e não encontrei material algum, precisei verificar por conta própria que aquilo era realmente uma pseudociência. Quero concluir assim esse texto, deixando claro que as pseudociências são um perigo para a sociedade moderna, a sociedade do cidadão da era atômica. Para pessoas menos instruídas esse tipo de doutrina e informação faz uma lavagem cerebral, fato é que a ciência precisou passar por todo o processo de refinamento para hoje chegar onde está, e a eliminação do que não condiz com a realidade faz parte deste processo e de todo meio cientifico.

Quando surgem falsos conhecimentos desse tipo, faz com que a informação passada até o cidadão seja distorcida. É o que ocorre nas milhares de teorias de conspiração existentes no mundo: O governo abriga ETs em suas instalações secretas, o homem nunca foi a lua, a evolução é um mentira, a AIDS foi criada pelo governo, a energia nuclear só serve para fins militares, as vacinas e vírus são falsos, chips são acessórios para controlar pessoas, o chupa-cabra existe, entre outros. 

Todo um conhecimento é distorcido para iludir e fazer com que as vontades das pessoas sejam de fato atendidas. Então quero deixar meu apelo a você, confie na ciência, no ceticismo, na razão. Essas são as ferramentas para a sobrevivência da verdade.




--------------------------------------------------------
Bônus
Com vocês, Waldo Viera:
https://www.youtube.com/watch?v=fu-viXTSpPU